19 de ago de 2006

Che Guevara

A vida de um revolucionário é feita de muitas lutas. No entanto, não há porque se fazer revolução sem que o fim seja justamente a vida. E nesse sentido me parece que Ernesto Che Guevara foi um grande revolucionário. Partiu em busca de aventuras e se deparou com a pobreza de todo um continente; foi em busca de vida e viu que somente uma revolução poderia dar vida àquelas tantas pessoas que encontrou no meio do caminho. Abandonou sua antiga vida na Argentina e se encontrou em Cuba, no Congo, na Bolívia - e nesse tempo todo não deixou de viver, mas viveu com intensidade na incessante busca pela nova vida. Ainda que a morte lhe tenha alcançado, e ainda que seu rosto preocupado esteja estampado nas camisetas de tanta gente que não é capaz de refletir sobre o que realmente é vida, seu legado continua alentando os sonhos de muita gente e mostra a muitos que é preciso lutar, mas sem perder a ternura jamais.

Che

Sim, amigo,
É preciso seguir
E largar o que se tem
É preciso andar
Até se encontrar
É preciso lutar
Mas não esquecer
É preciso viver

É preciso andar
E tudo deixar
É preciso lutar
Até o fim
E ainda ser humano

Sim, amigo,
É preciso lutar
E ainda que a luta seja dura
É preciso lutar
Sem perder a ternura